Cuidados importantes para quem transporta crianças em carros: o que pode e o que não pode?

Cuidados importantes para quem transporta crianças em carros: o que pode e o que não pode?

O uso dos dispositivos de segurança pode salvar a vida das crianças em caso de acidente.

Créditos da imagem: Pixabay.com

Os pais precisam sempre estar atentos ao transitarem com as crianças no veículo. Não somente para evitar multas, mas para salvaguardar a segurança dos filhos, os usos de dispositivos de segurança adequados são importantes. Não importa se você tem um carro pequeno, como um Volkswagen Fox, por exemplo, é sempre imprescindível que a crianças estejam na cadeirinha de bebê.

Segundo o Denatran, o trânsito está entre as maiores causas de mortes de crianças e adolescentes de 1 a 14 anos, e isso se deve não somente pela imprudência de motoristas como pela falta de adoção das regras vigentes no país.

Para as crianças que utilizam os dispositivos de segurança, como a cadeirinha, cerca de 70% do risco de morte são diminuídos em caso de acidentes. Diante desses dados alarmantes, você sabe quais são os cuidados importantes ao trafegar com crianças no veículo? Você o que é ou não é permitido pela lei? Confira algumas informações importantes sobre o assunto!

Sabe por que a cadeirinha salva a vida do bebê?

Você já pode ter reparado que os país costumam ficar mais desatentos com os filhos quando estão em carros pequenos. Pelo tamanho, talvez, os motoristas acreditem que a criança está mais protegida e não corre o risco de cair ou ser jogada de um lado para o outro. Mas isso é um engano!

Muitos pais ainda acreditam que apenas segurar a criança firme no colo, no banco de trás do carro, já o suficiente para o transporte. Mas de fato isso é um erro grave! Se acontece uma colisão no veículo em que a criança está no colo, a uma velocidade média de 50 km/h, por exemplo, qualquer ocupante do veículo terá seu peso projeto para 50 vezes mais.

A conta é simples, se o seu bebê tem 5kg, em caso de uma colisão, devido impacto da batida, ele será projetado com o peso de 50kg. Quem conseguirá segurar essa criança? Sem contar que o acidente acontece em milésimos de segundos e nem sempre é possível tentar segurar o bebê no colo.

Como funciona o uso da cadeirinha?

Esse dispositivo de segurança é bastante conhecido pelos pais, mas na prática, nem sempre é utilizado e, principalmente, da forma correta. As cadeirinhas devem ser de boa qualidade, como o capacete para os motociclistas, por isso, não esqueça da certificação aprovada pelo INMETRO para garantir a segurança do seu filho.

As crianças de 0 a 7 anos e meio devem ser corretamente posicionadas na cadeirinha, seguindo as especificidades de cada faixa etária. Mas se o seu filho for pequeno, e não atingir cerca de 1.45 metros, não deixe de utilizar o dispositivo, já que o cinto de segurança pode não ser o mais correto para a criança.

Não desrespeite a lei!

O uso da cadeirinha para o transporte de crianças nos veículos virou lei, por esse motivo, caso você ignore as regras estará sujeito a penalidades. A multa para crianças que são transportadas sem o uso correto do dispositivo de segurança é de R$ 293,47 e mais sete pontos na Carteira Nacional de
Habilitação (CNH).

Qual a cadeirinha indicada para a criança?

Para identificar os pais com filhos pequenos, basta olhar para o banco de trás dos carros e verificar as cadeirinhas posicionadas. Carros maiores são mais indicados para famílias, justamente porque as cadeirinhas ocupam bastante espaço no banco do passageiro.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), são três os tipos de cadeirinhas recomendadas, dependendo da idade e do peso de cada criança.

  1. Bebê conforto: esse dispositivo é indicado para crianças de até 1 ano e com até 10kg. Nesse caso, a maneira correta para instalação é virada para o banco de trás, ou seja, a criança deve estar de costas para o sentido do veículo. Essa recomendação é para a maior proteção da criança em caso de uma colisão frontal.
  2. Cadeirinha: para as crianças com 1 a 4 anos é recomendada a utilização da cadeirinha, vira para frente, no mesmo sentido do veículo, porém atrás do banco do motorista ou passageiro. Evite a
    instalação do dispositivo no meio do banco do traseiro, isso aumenta os riscos de ferimentos para a criança em caso de acidente.
  3. Assento elevado: a partir dos 4 anos a criança já pode usar o assento de elevação para o correto posicionamento do cinto de segurança. É importante que o dispositivo não transpasse o pescoço da criança para evitar ferimentos em caso de acidente.

Confira algumas recomendações para o transporte de crianças

Os pais precisam seguir as orientações que estão descritas no manual de fabricação dos dispositivos de segurança, para fazer a instalação correta desses itens. Na hora de enfrentar o transito cada vez mais caótico das cidades, todo o cuidado é pouco com as crianças. Confira algumas dicas importantes!

  • Acione a trava de segurança para crianças nas portas traseiras do veículo. Proteja as portas para que você não tenha surpresas enquanto estiver dirigindo.
  • Não trafegue as com as janelas abertas e trave os vidros traseiros para evitar que a criança coloque partes do corpo para fora ou jogue objetos pela janela.
  • Use sempre os dispositivos de segurança e nunca circule com crianças no colo.
  • Não transporte crianças no porta-malas ou na caçamba de caminhonetes.
  • Use um dispositivo de segurança para cada criança.
  • Não utilize o cinto de segurança em crianças, obedeça às regras de trânsito.

Que tal? Gostou deste post sobre os cuidados importantes para quem trafega com crianças no colo? As informações são essenciais, não é mesmo? Então que tal aproveitar a visita em nosso blog e compartilhar este post com os seus amigos usando as suas redes sociais! Muitas vezes as pessoas erram por não saber a informação, então não deixe de propagar essa lista de cuidados com as crianças!


Dicas para pegar a estrada no feriado!

Quem vai viajar de carro durante o feriado precisar tomar alguns cuidados antes de sair de casa e durante o percurso. Veja aqui algumas dicas essenciais:

“Read More”

Como calibrar o pneu do meu carro?

 

A calibragem correta evita acidentes e ajuda a economizar combustível

A calibragem correta evita acidentes e ajuda a economizar combustível

Manter os pneus calibrados corretamente é fundamental para garantir a segurança de motoristas e passgeiros, além disso aumenta a vida útil do produto e ajuda a economizar combustível. Para reduzir os riscos de problemas, o ideal é fazer a calibragem uma vez por semana ou a cada 15 dias, no máximo, com os pneus frios.

 

Os valores de calibração variam de modelo para modelo, e também em função da carga aplicada ao veículo. Nos carros da Volkswagen, as indicações corretas estão indicadas na parte interna da tampa do tanque de combustível e no manual de instruções.

 

 

 

 

Saiba mais sobre a calibragem do pneu: https://globoplay.globo.com/v/5009585/.

Se precisar da segunda via do Manual do seu Volkswagen, acesso o link: http://www.vw.com.br/pt/servicos/manuais.html.