Por que ter um VW Virtus?

Compre seu Volkswagen Virtus na Mercantil

Por que ter um VW Virtus?

O VW Virtus tem tudo para ser seu “carro dos sonhos”.  Quantos “sim” você vai dizer até o fim desse post?

Compre seu Volkswagen Virtus na Mercantil

A gente lista os motivos para você ter um Virtus

1 – Você faz questão de tecnologia?

Primeiro, o Virtus é o carro mais high tech da categoria. O sedã da Volkswagen é o único com painel digital, além de ter o Manual Cognitivo, que utiliza inteligência artificial IBM Watson (ou seja, você faz tudo pelo celular).

2 – Gosta de (ou precisa) deixar o celular visível enquanto dirige?

Só o Virtus tem suporte para celular com entrada USB para carregamento em todas as versões. E mais: os sistemas de infotainment possuem conectividade intuitiva e avançada.

3 – Quer comprar mais por menos?

Sabe quando você procura uma bebida de 2 litros e encontra uma opção de 2,25 l pelo mesmo preço? É mais ou menos isso que acontece com o VW Virtus. O sedã é compacto, mas tem porte de veículo médio, portanto tem espaço na cabine sem precedentes no segmento.

4 – Precisa de um motor que ande bem e seja econômico?

Com o motor 200 TSI, o Virtus tem o maior torque da categoria, acelerando de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos. 

5 – Quanto vale a sua segurança?

O Virtus é um dos carros mais seguros à venda no Brasil. Todas as versões tem:

  • quatro airbags – dois dianteiros e dois laterais
  • sistemas ISOFIX® e top-tether para fixação de cadeirinhas infantis
  • Nota máxima na proteção para adultos e crianças

E muito mais

O Volkswagen Virtus é também um dos maiores vencedores em comparativos na imprensa especializada.

Sempre vale lembrar que o Virtus foi veículo mais premiado no ano de seu lançamento, em 2018. Desde então, foi um dos maiores vencedores em comparativos.

Além disso, ganhou novas versões, como a Sense – específica para pessoas com deficiência (PcD). Passou a oferecer equipamentos, como o sistema de som premium Beats – inédito na categoria.

Finalmente, só o Virtus oferece importantes inovações, como o detector de fadiga e o controle eletrônico de estabilidade com o sistema de frenagem pós-colisão.